sexta-feira, 5 de junho de 2015

Visto americano - mole mole, fácil fácil!!!



Quem vos escreve tinha quase certeza que nunca na vida iria se submeter a pagar horrores (no visto) pra ir gastar dinheiro em um país. Pois é, paguei a língua.

Com essas passagens a preço de banana pros EUA  (e o dólar caro pra chuchu), o comichão do consumismo se apossou de meu ser e sim, eu tirei o visto americano e vou pra lá num fim de semana prolongado dar uma espiada no que rola por Nova Iorque (fazer umas comprinhas, claro).

Bom, tirei o visto no mês passado, sem ajuda de nenhum lugar que cobrasse para isso, apenas de sites na internet. Eu tenho um bom entendimento de inglês, acho uma língua muito fácil, mas mesmo que vc não fale bulhufas, para preencher o formulário é só colocar a seta do mouse ao lado da pergunta e o site já traduz tudo pra vc, moleza, hein!

Sugiro, se você for se aventurar a fazer o mesmo, dar uma olhada nos sites www.matraqueando.com.br (que eu adoro e sempre que vou viajar, para qualquer lugar, é pesquisa obrigatória) e, especificamente para o visto, vi também o site www.vistorapido.com. Pronto, eles dão todas as dicas que você precisa, de preencher o formulário até a hora da entrevista.

O formulário é enorme, dá preguiça preencher, mas nada que uma tarde de sábado sem nada o que fazer não seja suficiente. Depois você vai ter que pagar a taxa de U$ 160,00, o que é uma paulada! Deu R$ 496,00 no começo do mês passado. Você pode pagar por boleto ou cartão de crédito. Eu tirei boleto, mas depois fiquei com preguiça de ir ao banco e troquei no site mesmo pela opção cartão. Pagando por cartão de crédito, inclusive, você já pode agendar as duas próximas etapas - coleta de impressão digital e foto e entrevista - cada uma em um dia diferente.

As únicas coisas que achei mais chatinhas de preencher foram o local de hospedagem, que eu catei um endereço aleatório de hotel de NY no Booking.com e algum lugar de referência que você pretende ir, e a cara de pau aqui colocou o endereço do museu Metropolitan. Bom, não tenho nenhum conhecido que more nos EUA e nem sabia o lugar onde me hospedaria, foi o que deu pra fazer.

Eu agendei a coleta da impressão e foto no domingo (sim, abre!) e a entrevista segunda, pra perder menos dia de trabalho, assim como outras 2500 pessoas que tiraram visto comigo na mesma época, kkk. Sim, o dólar está caríssimo, mas as filas estavas lotadas!!!!

Na coleta de impressões, na Vila Mariana, cheguei uma hora antes do meu agendamento e o pessoal estava deixando entrar, acho que o Consulado Americano deu uma abrasileirada, hehehe. Foi super tranquilo, só tirar foto e impressões e conferir documentos. Detalhe, percebi que coloquei no formulário meu local de nascimento errado (dãaaaar), confundi com o local de residência, mas não teve problema nenhum, não tive nem que arrumar.

Na entrevista é tudo mais tenso, todos estão nervosos, imagina a frustração de ter pago tudo, ter chegado até aqui e ter o visto negado. Sinceramente, mesmo tendo quase que 100% de certeza que meu visto seria aprovado, dá um medinho. Não vi nenhum visto ser negado, estavam aprovando todo mundo. Sim, os brasileiros são o povo que mais gasta dinheiro nos EUA e a alta do dólar deve ter dado uma piorada nas vendas, então acho que estamos em alta!!!

Levei uma pastinha com alguns documentos: holetite, escritura da casa, informações sobre a escola das crianças e claro que não olharam nada. Olha, eu nem ia levar nada, mas levei porque se não tivesse levado eles iam pedir. Tenho uma amiga, que inclusive não trabalha, que tirou o visto para ir para a Disney com a filha e o marido - que trabalha, kkk - e eles também não pediram nada.

O moço que me entrevistou só perguntou se eu já tinha viajado para fora do país, eu disse que sim (dizem que isso conta a favor, principalmente já ter ido para a Europa, sei lá), aí perguntou para onde, eu falei, e perguntou minha profissão. Pronto. Já falou para eu colocar os dedos no coletor de impressão e disse que meu visto foi aprovado. Pronto, simples, rápido, fácil.

Temos que deixar o passaporte lá, isso era segunda feira e pasmem - meu passaporte já estava na minha casa na quarta-feira! Sorte, porque tinha achado uma passagem com milhas, no dia que queria, com pontos que eu tinha e precisava da data de expiração do meu passaporte, que eu não sabia de cor!!!!!

2 comentários:

  1. Amei as dicas!!! Nunca saí do Brasil, mas tirei meu passaporte mês passado e estou querendo me aventurar kkkk bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai mesmo, amiga. Também não fui a muitos lugares, mas todos que fui, amei. Adoro viajar pelo Brasil, mas ir pra fora também é bom demais!

      Excluir